31 de dezembro de 2009

Balanço Ministerial 2009


Olá queridos e amados irmãos,

A Paz do Senhor!

Parafraseando o salmista: Que darei eu ao SENHOR, por todos os benefícios que me tem feito? (salmo 116:12)

Particularmente, apesar de alguns erros, problemas de saúde, contratempos, decepções, escorregões, etc; o ano de 2009 vai deixar saudades; sem dúvida alguma foi um dos melhores anos do meu ministério.

O balanço final foi:
* 150 ministrações,
* Dezenas de almas alcançadas através do testemunho e da Palavra,
* 14 Dvd's gravados,
* Três viagens para fora de Minas (Espírito Santo, São Paulo e Rio)
* Dezenas de viagens para o interior do Estado,
* Evangelização pessoal de grande parte de meus vizinhos,
* Ajuda financeira a vários irmãos e necessitados,
* Mais de 3.000 dvd's vendidos
* Término do Livro: "Memórias Póstumas dos Protestantes",
* Leitura de 7 livros,
* Inauguração do Instituto Bíblico de Teologia Ministerial,
* Inauguração da Livraria Evangélica Cultura Cristã,
* Inauguração da Casa de Recuperação Resgatando Vidas,
* Uma ministração na Igreja Católica;
* 31 postagens no blog, mais de 8000 visitas e 121 seguidores,
* Etc.

Verdadeiramente grandes coisas fez o SENHOR por mim, pelas quais estou alegre. SL 126:3

A seguir, todos as agendas marcadas e atendidas:

Janeiro

dia 07 - Igreja Exército de Jeová Nissi - Sarzedo MG

dia 10 - Comunidade Graça e Paz - bairro Madre Gertrudes - BH

dia 11 - Igreja Elo com Cristo - bairro Borba Gato

dia 13 - Igreja Batista Central - bairro Candelária - Venda Nova

dia 15 - Assembléia de Deus - bairro Tupi A - BH

dia 17 e 18 - Assembléia de Deus - Dionísio / MG

dia 22 - 20:00 hs - Culto de Formatura - Centro BH.

dia 24 - Igreja Caminho da Salvação - bairro Vila Ypê - BH

dia 25 - Assembléia de Deus - bairro Petropóles - Contagem / MG

dia 31 - Igreja Missão da Evangelização - bairro Vila Sta Rita - BH


Fevereiro

dia 01 - 18:00 hs - Igreja do Evangelho Quadrangular - bairro Mantiqueira - Venda Nova / MG.

dia 08 - 19:00 hs - Assembléia de Deus - bairro Sao Bernardo - Pr. Luís Cláudio

dia 12 - 19:00 hs - Igreja Batista Getsemani - bairro Guarani - BH.

dia 15 - 19:00 hs - Igreja Pentecostal Boas Novas - bairro São Joaquim - Contagem.

dia 21 - 19:00 hs - Assembleia de Deus do Brasil - Sabará / MG - Pr. Luciano.

dia 22 - 19:00 hs - Assembléia de Deus - bairro São Bernardo - Pr. Luís Cláudio.Março.

dia 26 - 19:00 hs - Assembléia de Deus - bairro Tupi A - Pr. Rivaldário

dia 27 - 19:00 hs - Igreja Batista Primitiva - Pr. Maurício

Março

dia 01 - 19:00 hs - Assembléia de Deus - bairro Cristina A - Santa Luzia / MG - Pr. Luís Carlos

dia 08 - 08:00 hs - Assembléia de Deus - bairro São Bernardo
Pr. Luis Claudio - Santa Ceia

dia 08 - 19:00 hs - Assembléia de Deus - bairro Madre Gertrudes
Culto de Missões

dia 11 - 19:00 hs - Assembleia dos Remidos - bairro Jardim Belmont
Pr. Flávio - Quarta-feira da vitória

dia 15 - 19:30 hs - Assembléia de Deus - ministério Nova Jerusalém - bairro Jardim Vitória
Pr. Emersom

dia 20 - 19:30 hs - Assembléia de Deus - bairro São Francisco - BH / MG - Pr. Luís Cláudio

dia 21 - 18:30 hs - Igreja Templo da Adoração - bairro Mineirão - Ibirité / MG
Pr. Alex - Congresso de Missões

dia 22 - 18:00 hs - Igreja do Evangelho Quadrangular - bairro Jardim Belmont
Pr.a Sônia - Culto de Primicias


dia 29 - 19:00 hs - Igreja Pentecostal Deus da Providência - bairro Primeiro de Maio
Pr. Rosalvo e Ev. Froes - Culto de Missões

dia 31 - 19:30 hs - Igreja Assembléia de Deus Seara das Missões - bairro Jardim Belmont - Pr. Hélio

Abril

dia 04 - 19:00 hs - Igreja Pent. Boas Novas - bairro São Joaquim - Contagem / MG Pr. Rogério - Encontro de casais

dia 05 - 18:00 hs - Comunidade Evangélica Shekná - bairro Nova Gameleira - BH / MG Pr. Sandro e Pb. Valber - Encerramento de campanha

dia 07 - 19:00 hs - Igreja Exército de Jeová Nissi - Vila Santa Rita - BH / MG
Pra. Juliana - Campanha: trazendo a memória o que me dá esperança

dia 08 - 19:00 hs - Assembléia de Deus - bairro Petropoles - BH / MG - Pr. Toninho - Quarta-feira da vitória

dia 09 - 19:00 hs - Igreja Batista Gileade - bairro Novo São Marcos - BH / MG - Pr. Jerry Adriani - Explosão de Bençãos

dia 10 - 19:30 hs - Assembléia de Deus - Bairro Campo Alegre - Bh / MG - Pr. Luís Cláudio - Culto da Vitória

dia 12 - 19:00 hs - Igreja Pentecostal Boas Novas - Bairro Bom Jesus - Contagem / MG
Pr. Vilson -

dia 19 - 19:00 hs - Assembléia de Deus - bairro Aparecida - BH / MG - Pr. Neuber - Congresso de Jovens

dia 21 - 19:00 hs - Igreja Ev. Missão do Brasil - Mariana / MG - Pr. Marcel de Jesus

dia 22 - 19:00 hs - Assembléia de Deus - bairro Morada da Serra - Contagem / MG - Pb. Geraldo

dia 23 - 19:00 hs - Assembléia de Deus - bairro Cristina A - Santa Luzia / MG - Pr. Alexandre e pr. Jeová - Quinta da vitória

dia 25 - 19:30 hs - Igreja Pentecostal Boas Novas - bairro Coqueiros - Contagem / MG - Pr. Luciano

dia 26 - 19:00 hs - Comunidade Evangélica da Adoração - bairro Tupi - BH / MG - Pra. Aparecida

dia 30 - 19:30 hs - Igreja Batista Nacional do Vale do Jatobá - Vale do Jatobá - Contagem / MG - Pr. Adilsom

Maio

dia 03 - 18:00 hs - Igreja do Evangelho Quadrangular - bairro Jardim Vitória - Pr. Neilton - Culto de Primícias

dia 09 - 19:00 hs - Assembléia de Deus - bairro São Bernardo BH / MG - Pr. Luís Cláudio - Culto de Santa Ceia

dia 10 - 18:00 hs - Comunidade Evangélica Shekná - bairro Nova Gameleira BH / MG - Pr. Sandro e Pb. Valber

dia 17 - 09:00 hs - Assembléia de Deus - bairro Campo Alegre - BH / MG - Pr. Luís Cláudio - Manhã Missionária

dia 17 - 19:00 hs - Igreja Pentecostal Boas Novas - bairro Novo Progresso - Contagem / MG - Pr. Elvert

dia 23 - Igreja Pentecostal A Glória de Deus - bairro Sinimbu - Venda Nova / MG - Pr. Éber - Aniversário da Igreja.

dia 24 - Igreja Pentecostal Boas Novas - bairro Kennedy - Contagem / MG - Pr. Marcelo

dia 31 - Igreja Ev. Clamor e Adoração - bairro Fátima - Sabará / MG - Pr. Anderson

Junho

dia 07 - 19:00 hs - Assembléia de Deus - bairro Vila Santa Rita - BH / MG - Culto de Jovens. Coord. Geison

dia 10 - 19:00 hs - Igreja Batista Getsemani - bairro Dona Clara - BH / MG - Culto da Família - Pr. Jorge Linhares

dia 11 - 19:30 hs - Assembléia de Deus - bairro São Bernardo - BH / MG - Quinta-feira da Vitória - Pr. Luís Cláudio

dia 12 - 19:00 hs - Assembléia de Deus - bairro Campo Alegre - BH / MG - Pr. Geovane

dia 13 - 19:30 hs - Igreja Batista Betel - Durval de Barros - Contagem / MG - Palestra para namorados

dia 14 - 19:00 hs - Assembléia de Deus - bairro Mantiqueira - Sta Luzia - Culto de Missões - Pr. Paulo

dia 20 - 19:00 hs - Igreja Pentecostal Cristo é a Resposta - bairro Guanabara - Betim / MG - Diac. Cleiton

dia 21 - Comunidade Evangélica Vida Plena - bairro Boa Vista - BH / MG - Pr. Lincoln

dia 24 - 19:00 hs - Igreja Batista Templo da Adoração - bairro Mineirão - BH / MG - Pr. Alex - Aniversário da Igreja

dia 25 - 19:00 hs - Assembléia de Deus - Baixa Verde / MG - Pr. Hélio - Congresso Regional

dia 26 - 19:00 hs - Assembléia de Deus - Baixa Verde / MG - Pr. Hélio - Congresso Regional

dia 27 - 19:30 hs - Assembléia de Deus Templo da Paz - bairro Tupi - BH / MG- Missionária Dulcilene

dia 28 - 19:00 hs - Assembléia de Deus do Brasil - bairro São Marcos b - Pr. Washington

dia 30 - 20:00 hs - Igreja do Nazareno - bairro Jardim Guanabara - BH / MG - Pr. Adriano Pedroso

Julho

dia 05 - 09:00 hs - Assembleia de Deus - bairro São Francisco - BH / MG - Pr. Luís Cláudio - Manhã Missionária

dia 05 - 19:00 hs - Igreja Ev. Clamor e Adoração - bairro Fátima - Sabará / MG - Pr. Anderson

dia 08 - 19:00 hs - Igreja Pentecostal Rsplendor de Deus - bairro 1° de Maio - BH / MG - Miss. Joshep

dia 09 - 19:00 hs - Igreja Batista Nacional Eloim - bairro Mineirão - BH / MG

dia 10 - 19:00 hs - Igreja Batista Primitiva - bairro Goiânia - BH / MG - Pr. Maurício

dia 11 - 19:00 hs - Igreja Pent. Elo com Cristo - Ipatinga / MG - Pr.a Rosa - Aniversário da Igreja

dia 12 - 19:00 hs - Igreja Batista Reviver - Ipatinga / MG - Pr. Geraldo

dia 13 - 15:00 hs - Igreja Exército de Jeová Nissi - Jatobá - BH / MG - Pr.a Juliana

dia 14 - 19:00 hs - Igreja Exército de Jeová Nissi - Jatobá - BH / MG - Pr.a Juliana

dia 18 - 19:00 hs - Assembléia de Deus - bairro Vista Alegre - Serra / MG - Congresso de Jovens.

dia 19 - 19:00 hs - Assembléia de Deus - bairro Vista Alegre - Serra / MG - Congresso de Jovens.

dia 23 - 19:00 hs - Assembléia de Deus - bairro São Bernardo - BH / MG - Pr. Luís Cláudio

dia 25 - 19:00 hs - Pentecostal Boas Novas - bairro Kennedy - Contagem / MG - Encontro de Casais - Pr. Marcelo.

dia 26 - 19:00 hs - Igreja Batista Nacional Vale do Jatobá - Vale do Jatoba - Contagem / MG - Pr. Adilson

dia 31 - 19:30 hs - Assembléia de Deus - bairro Santa Rosa - BH / MG - Pr. Luís Cláudio


Agosto

dia 01 - 19:00 hs - Comunidade Evangélica Vida Plena - bairro Mineirão - BH / MG - Pr. Davi

dia 02 - 19:00 hs - Igreja do Evangelho Quadrangular - bairro Vale das Acácias - Veneza - Ribeirão das Neves / MG

dia 07 - 19:30 hs - Igreja Batista Primitiva - bairro Goiânia - BH / MG - Pr. Maurício

dia 09 - 19:00 hs - Igreja Pentecostal Encontro com Deus - bairro Vale do Jatobá - BH / MG - Pr. Vitor

dia 11 - 20:00 hs - Igreja do Nazareno - bairro Floramar - BH / MG - Pr. Adriano Pedroso

dia 13 - 19:30 hs - Igreja Evangélica Missão do Brasil - bairro Vila Clóris - BH / MG - Pr. Ricardo

dia 14 - 19:30 hs - Igreja Evangélica Shalon - Venda Nova / MG - Pr. Carlos - Aniversário da igreja.

dia 15 - 19:00 hs - Igreja Exército de Jeová Nissi - Sarzedo / MG - Pr. Urias

dia 16 - 19:00 hs - Comunidade Vida Plena - Sete Lagoas / MG - Pr. Sancler

dia 18 - 19:30 hs - Assembléia de Deus - bairro Jardim Vitória - BH / MG - Pr. Rodrigo

dia 20 - 19:00 hs – Assembléia de Deus – bairro São Bernardo – Pr. Luís Cláudio

dia 22 - 19:30 hs - Igreja Pentecostal Portas de Jerusalém - bairro Novo Eldorado - BH / MG - Pr. Aguinaldo

dia 23 - 9:00 hs - Igreja do Evangelho Quadrangular - bairro Morada da Serra - Contagem / MG - Edvanda

dia 23 - 19:00 hs - Igreja do Evangelho Quadrangular - bairro Morada da Serra - Contagem / MG - Edvanda

dia 27 - 20:00 hs - Igreja Ev. Graça Divina - bairro Letícia - Venda Nova / MG - Pr. João Batista

dia 30 - 19:00 hs - Igreja Ev. Rocha do Avivamento - bairro Vale do Jatobá - BH / MG - Pr. Márcio Leão

Setembro

dia 03 - 19:00 hs - Igreja Batista Reviver - bairro Betânia - Ipatinga / MG - Pr. Geraldo

dia 06 - 19:00 hs - Assembléia de Deus - setor 2 - Palmital - Santa Luzia / MG - Pr. Luís Carlos

dia 07 - 19:00 hs - Assembléia de Deus do Brasil - bairro Goiãnia b. BH / MG

dia 11 - 19:30 hs - Igreja Batista do Providência - bairro Providência - BH / MG - Pr. Jair

dia 13 - 19:00 hs - Comunidade Vida Plena - Sete Lagoas / MG - Pr. Sancler

dia 15 – 20:00 hs – Comunidade Ev. Cristo é a nossa vitória – bairro Guarani – BH / MG – Pr. Orlando

dia 17 - 19:30 hs - Igreja Cajado de Fogo - bairro Nazaré - BH / MG - Miss. Águida

dia 18 - 19:30 hs - Comunidade Ev. Ministério Ágapê - bairro Sapucaia - Contagem / MG - Pr. Carlos Alberto

dia 19 - 19:30 hs - Comunidade Ev. Ministério Ágapê - bairro Sapucaia - Contagem / MG - Pr. Carlos Alberto

dia 20 - 19:00 hs - Assembléia de Deus - Cong. Mantiqueira - BH / MG - Diac. Reginaldo

dia 23 – 19:30 hs – Ministério Missão de Paz – bairro Tupi – BH / MG – Pr. Madeira

dia 24 – 19:30 hs – Igreja Jeová Tsidkenu – bairro Goiânia B – BH / MG – Pr. André

dia 26 - 19:00 hs - Igreja Metodista - Angra dos Reis - RJ


Outubro

dia 01 – 20:00 hs – Comunidade Ev. Jesus é a nossa vitória – bairro Guarani – BH / MG – Pr. Orlando

dia 02 - 19:30 hs - Assembléia de Deus - Bairro Campo Alegre - Bh / MG - Pr. Luís Cláudio

dia 03 – 19:00 hs – Assembléia de Deus – Igarapê / MG – Pr. Marcão

dia 04 – 19:00 hs – Assembléia de Deus – Igarapê / MG – Pr. Marcão

dia 08 – 20:00 hs – Comunidade Ev. Jesus é a nossa vitória – bairro Guarani – BH / MG – Pr. Orlando

dia 10 - Igreja Caminho da Salvação - bairro Vila Ypê - BH

dia 11 - 19:00 hs – Assembléia de Deus – bairro Baronesa – BH / MG

dia 13 – 20:00 hs – Igreja do Nazareno – bairro Floramar – Pr. Adriano Pedroso

dia 15 - 20:00 hs – Comunidade Ev. Jesus é a nossa vitória – bairro Guarani – BH / MG – Pr. Orlando

dia 16 – Igreja Batista Sta Mônica – bairro Sta Mônica – Venda Nova / MG – Pr. Isaias

dia 17 – 14:00 hs - Igreja Jeová Tsidkenu – bairro Jardim Vitória – BH / MG – Pr. André

dia 17 – 19:30 hs – Igreja do Evangelho Quadrangular – bairro Morada da Serra – Ibirité / MG - Pra. Sandra

dia 18 - 19:00 hs - Assembléia de Deus - bairro Morro Alto - Vespasiano / MG - Pr. Rogério

dia 22 - 20:00 hs – Comunidade Ev. Jesus é a nossa vitória – bairro Guarani – BH / MG – Pr. Orlando

dia 23 – 20:00 hs – Igreja Ev. Luz da Vida – bairro Boa Vista – BH / MG – Pr. Willian

dia 29 - 20:00 hs – Comunidade Ev. Jesus é a nossa vitória – bairro Guarani – BH / MG – Pr. Orlando

dia 30 – 19:00 hs – Assembléia de Deus – bairro Jardim Verona – Ribeirão das Neves / MG

dia 31 – 19:00 hs - Igreja Jeová Tsidkenu – bairro Jardim Vitória – BH / MG – Moacir

Novembro

Dia 6 – 19:30 hs - Igreja Batista do Providência – bairro Providência – BH / MG – Pr. Jair

Dia 8 – 9:00 hs – Assembléia de Deus – bairro São Bernardo – BH / MG – Pr. Luís Cláudio

Dia 8 – 18:00 hs – Comunidade Ev. Shekná – bairro Nova Gameleira – Pb. Válber

Dia 11 – 20:00 hs - Igreja do Evangelho Quadrangular – bairro Vale das Acácias – Ribeirão das Neves / MG – Pra. Sônia

dia 12 - 20:00 hs – Comunidade Ev. Jesus é a nossa vitória – bairro Guarani – BH / MG – Pr. Orlando

dia 13 – 20:00 hs – Igreja Unida – bairro Santa Rita – Santa Luzia / MG – Pra. Betânia

Dia 14 – 19:00 hs - Igreja Batista Luz do Evangelho – Bairro Vila Peróla – Contagem / MG – Pr. Geraldo

Dia 15 - Assembléia de Deus – bairro Nova Pampulha - Vespasiano / MG – Pr. Rogério

Dia 19 – 19:30 hs – Igreja Batista Primitiva – bairro Belo Vitória – Sabará / MG – Pr. Maurício

Dia 20 – 19:30 hs - Assembléia de Deus – bairro Vale do Jatobá – BH / MG – Pr. Reginaldo

Dia 21 – 19:00 hs – Igreja Batista Templo da Adoração – bairro Mineirão – BH / MG – Pr. Alex

Dia 22 – 19:00 hs – Igreja Batista Sião – bairro Serra – BH / MG

Dia 25 – 19:30 hs – Comunidade Resgatando Vidas – bairro Nápoles – Ribeirão das Neves / MG

Dia 26 – 19:30 hs – Igreja Cajado de Fogo – bairro Pirajá – BH / MG – Pr. Romeu

Dia 28 – 19:30 hs – Ministério da Reconciliação – bairro Veneza – Ribeirão das Neves / MG _ Pr. Athos

Dia 29 – 19:00 hs – Assembléia de Deus – Raposos / MG – Pr. Jurandir

DEZEMBRO

Dia 06 – 19:00 hs – Assembléia de Deus – bairro Duquesa – Santa Luzia / MG – Pr. Agton

Dia 08 – 19:30 hs – Igreja Pentecostal Jeová Nissi – vale do Jatobá – NG – Pra. Juliana

Dia 09 – 19:30 hs – Igreja Pentecostal Jeová Tsidkenu – bairro Goiânia B – Pr. André

Dia 10 – 19:30 hs – Comunidade Vida Plena – bairro Boa Vista – Pr. Adelino

Dia 11 – 19:00 hs – Comunidade Evangélica Rocha Viva – bairro Maria Goreth – BH / MG – Pr. Juliano

Dia 13 – 19:00 hs – Assembléia de Deus – bairro Olaria – BH / MG – Pr. Evandro

Dia 15 – 19:30 hs – Igreja Pentecostal Boas Novas – bairro Pedra Azul – Contagem / MG – Pr. Rogério

Dia 17 – 19:30 hs – Igreja Batista do Industrial – bairro Industrial – Contagem / MG – Pr. Edmar

Dia 18 – 19:30 hs – Igreja Batista Sião – bairro Serra – BH / MG – Pr. Givago

Dia 20 – 19:30 hs – Assembléia de Deus – bairro Mineirão – BH / MG – Pr. Jair

Dia 27 – 08: 00 hs – Assembléia de Deus – Ouro Preto / MG – Pr. Edvaldo

Dia 27 - 19:00 hs - Assembléia de Deus – Ouro Preto / MG – Pr. Edvaldo

Dia 29 – 19:30 hs – Assembléia de Deus – bairro São Bernardo – Pr. Luis Cláudio

Dia 30 – 19:30 hs – Assembléia de Deus – bairro São Bernardo – Pr. Luis Cláudio

Agradeço de coração a Deus, minha esposa, filho, pastores, denominações e amigos.

16 de dezembro de 2009

A renúncia do pastor Anselmo Silvestre


No último domingo (13 de dezembro de 2009), em algumas das congregações das Assembléias de Deus – ministério de Belo Horizonte foi anunciada a renúncia do pastor Anselmo Silvestre (presidente do Ministério há mais de 50 anos).

O sábio Salomão deixou registrado que: tudo tem o seu tempo determinado... (Eclesiastes 3) e parece que, infelizmente, o tempo do pr. Anselmo na liderança chegou ao fim.

Anselmo Silvestre é um dos pioneiros das Assembléias de Deus no Brasil, e, certamente, assim como Daniel Berg e Gunnar Vingrem têm um dos nomes mais lembrados entre os precursores do maior movimento pentecostal do mundo.

Em 2009, aos 94 anos de vida, o pastor Anselmo completou 64 anos de ministério, sendo que destes, 51 como Presidente da Assembléia de Deus no estado de Minas Gerais. Também, por décadas, nosso pastor integrou a Mesa Diretora da CGADB - Convenção Geral das Assembléias de Deus no Brasil, como Vice-Presidente, bem como preside, desde a sua fundação, a COMADEMG - Convenção de Ministros das Assembléias de Deus no estado de Minas Gerais.

Ao longo de seus anos de experiência e serviços à causa do Mestre, o Pastor Anselmo Silvestre contribuiu com singular notoriedade para a formação doutrinária das Assembléias de Deus em todo o Brasil, bem como para sua expansão e vertiginoso crescimento alcançado mediante muito trabalho para o Senhor.

Quando assumiu a igreja, havia, na capital, apenas 1300 membros e seis congregações. A igreja na capital mineira cresceu em todas as áreas, possuindo atualmente muitos templos, milhares de crentes e centenas de obreiros.

Em 1964, começou a investir em missões enviando o Pastor Philemon Rodrigues da Silva para o campo missionário na Bolívia. Atualmente, a igreja mantém mais de 140 missionários em diversos países.

Em 1998 inaugurou um prédio de doze andares nos fundos do templo, para abrigar departamentos da igreja, o escritório da Convenção Estadual dos Ministros das Igrejas Evangélicas Assembléias de Deus no Brasil (COMADEMG).

Dentre as inúmeras conquistas deste Ícone das Assembléias de Deus, não se pode esquecer da FATEK (Faculdade de Teologia Karpos) antiga Escola Bíblica Permanente Sião, um sonho que hoje já é realidade, uma instituição que forma dezenas de teólogos todos os anos.

Graças a Deus e ao esforço deste grande guerreiro, hoje, a Assembléia de Deus conta com 1655 templos em todo o Estado de Minas Gerais, onde abriga cerca de 80.000 membros e um Ministério de quase 3.000 Pastores, Evangelistas, Presbíteros e Diáconos que servem à causa do Evangelho.

Durante o seu pastorado, a AD de Belo Horizonte hospedou duas assembléias gerais da CGADB (1981 e 1997). Como líder das Assembléias de Deus, ele viajou freqüentemente por todo o país e ao Exterior, tendo visitado Estados Unidos da América, Israel, Coreia do Sul, Ucrânia, Noruega, Suécia, Dinamarca, Finlândia e outros.

Viúvo desde 31 de dezembro de 1986, Anselmo Silvestre é conhecido em todo o país pelo seu vigor extraordinário, apesar da idade, pelo seu bom humor e por gostar de cantar, nas igrejas e convenções, o hino cujo refrão conclama a todos ao avivamento, declarando que “tem que começar pelo altar”.

Hoje, pastor Anselmo Silvestre desfruta de digna admiração, não somente por parte de membros, mas também por políticos, empresários e outros ilustres cidadãos.
Sem sombras de dúvidas, sua gestão, liderança, carisma, dinamismo, simplicidade, humildade, etc. serão marcas eternas na história das Assembléias de Deus.

Rogo a Deus para que o novo presidente lute pelas mesmas causas que o pastor Anselmo lutou (a expansão da igreja e do evangelho) e siga o exemplo deste velho guerreiro de Cristo.

Quanto a mim, que estou começando a galgar os degraus ministeriais, afirmo que foi uma honra ser presidido por este homem de Deus!

Fontes:
http://www.assembleiadedeusbh.com.br/2008/Institucional.asp#3
http://assembleiadedeuslagoasanta.com/joomla/index.php?option=com_content&task=view&id=144&Itemid=2
http://adbrasil.ning.com/group/pastoranselmosilvestre

6 de dezembro de 2009

Cristo - Maior do que todas as decepções!


Prezados!

Estou disponibilizando no youtube uma mensagem intitulada: "Cristo - Maior do que todas as decepções!".

Nessa mensagem, faço uma abordagem da cura efetuada por Cristo no tanque de Betesda, traçando um paralelo entre a festa anunciada no inicio da passagem até as decepções marcantes na vida do paralítico.

Os links para visualização são:







1 de dezembro de 2009

Caça ou Caçador?


O que vem primeiro, o ovo ou a galinha? Essa é uma questão importantíssima quando tratamos dos ensinamentos bíblicos, em que a ordem dos fatores altera o produto, ou seja, a propriedade comutativa da multiplicação matemática não vale para os ensinamentos bíblicos, pois, quando se inverte a ordem de tais, modifica-se por completo o produto final.

Inversão de fatores

A inversão de fatores é algo que vem causando muita confusão no meio evangélico, entretanto, o assunto além de antigo é bastante polêmico. Vejamos:

Na carta de Paulo aos Romanos, já no capitulo primeiro, o apóstolo enfatiza algumas inversões causadas pelos “gentios”.

Em primeira instância, Paulo afirma que eles (os gentios), “inverteram a glória do Deus incorruptível em semelhança da imagem de homem corruptível... Mudaram a verdade de Deus em mentira e honraram e serviram mais a criatura do que o Criador...”. (RM 1: 23 e 25)

O apóstolo também afirmou que: “... Deus os abandonou às paixões infames; porque até as suas mulheres mudaram o uso natural, no contrário à natureza (lesbianismo). E, semelhantemente, também os varões, deixando o uso natural da mulher, se inflamaram em sua sensualidade uns para com os outros, varão com varão (homossexualismo), cometendo torpeza e recebendo em si mesmos a recompensa que convinha ao seu erro”. (RM 1: 26 e 27)

Encontra-se também nos dias de hoje, muitas “inversões” dentro da “Igreja de Cristo”. O valor da criatura está “superando” o valor do Criador; a glória de Deus está sendo “substituída” pelo glamour da fama humana; os símbolos judaicos sendo mais “valorizados” do que a explanação da palavra; a Verdade de Deus está sendo “trocada” pelas mentiras do diabo; o conteúdo do RI (regimento interno) sendo pregado como “palavra de Deus”; os usos e costumes sendo impostos como “regra de fé e conduta” (doutrinas); e assim por diante...

Dentre todas as “inversões” encontradas atualmente, quero enfatizar uma, que muito me chamou a atenção e, creio que tem passado desapercebida aos olhos da comunidade cristã. Quero falar sobre a “asserção”: Caça ou caçador?

Caça X caçador

Em todas as livrarias evangélicas do Brasil encontramos um livro de Tommy Tenney, intitulado “Os caçadores de Deus”. Não tenho nada contra este escritor, nunca li suas obras, não o conheço, não sei nada de sua vida e não tenho pretensão de enegrecer ou colocar em xeque seu ministério. Quero apenas tecer uma “critica” sobre o titulo do livro e, analisar biblicamente algumas passagens bíblicas referentes ao assunto.

Isto se faz necessário, pois, nós, escritores cristãos exercemos grandes influências sobre os nossos leitores! Alias, será que existe alguém que nunca fora influenciado por um livro? Ou por uma palavra lançada?

Não é diferente com este escritor e com suas obras. Seu livro “Os caçadores de Deus”, tem influenciado muitos, já existe bandas, ministérios, músicas, peças e grupos teatrais com este nome. Lembro-me até de uma musica que ouvi: “... Eu quero ser um caçador de Deus!...”.

Infelizmente, assim como nos dias do profeta Oséias, o povo de Deus está perecendo por falta de conhecimento. (Os 4:6)

Tommy Tenney, em dado momento diz que: “... Estas trilhas apaixonadas dos Caçadores de Deus podem ser traçadas desde Moisés, Davi, Jó, Paulo e também por você...”. Todavia, não vejo base bíblica para tal afirmação.

Desde o inicio, vejo Deus à “caça” do homem. No jardim do Éden, após a queda de Adão, o Senhor lhes pergunta: Onde estás? (GN 3:9). Após o primeiro homicídio terrestre, Deus sai a “caça” e faz a seguinte pergunta a Caim: Onde está Abel, teu irmão? (GN 4:9). Nos dias em que Deus se arrependeu de ter criado o homem, não foi diferente, Deus “caçou” um homem e achou Noé. (GN 6:8).

Será que o Onipotente viu graça em Noé (GN 6:8), porque ele era um “caçador de Deus?” Claro que não, Noé foi “caçado” porque era justo, reto e andava com Deus (GN 6:9). Com Enoque aconteceu o mesmo, foi “caçado e apanhado” por Deus, exclusivamente por que andava com Ele. (GN 5:24)

O rei Davi também foi citado como um “caçador de Deus”, entretanto, não vejo assim, pelo contrário, em 1SM 16:1 subtende-se que Deus “caçou” e achou Davi; o texto de Atos 13:22 comprova tal afirmação: “... Achei a Davi, filho de Jessé, varão conforme o meu coração, que executará toda a minha vontade”.

No ano de 2003, quando foi indagado sobre o titulo de seu livro, Tommy respondeu: “Caçador de Deus é o indivíduo cuja fome excede sua capacidade de saciá-la...”. Porém, ao analisar a bíblia, conclui-se que, Cristo é o pão da vida, o pão vivo que desceu do céu (JO 6: 48 e 51) e, quem comer deste pão será eternamente saciado. Assim como, é Cristo a água da vida e, aquele que beber nunca mais terá sede. Medite: “... mas aquele que beber da água que eu lhe der nunca terá sede, porque a água que eu lhe der se fará nele uma fonte de água a jorrar para a vida eterna”. (JO 4:14)

O profeta Isaías disse: Buscai ao SENHOR enquanto se pode achar, invocai-o enquanto está perto (IS 55:6). Como se nota, o profeta usou o verbo “BUSCAR” e não “CAÇAR”.

Traduzindo estes dois verbos “ao pé da letra”, verifica-se que há uma discrepância entre eles, pois, quem busca sabe onde está, quem “caça”, não tem noção de onde está o objeto procurado, diante disso, se deduz que: quem sai “caçando” Deus não tem intimidade com Ele e, acima de tudo desconhece dois de seus atributos: a onipresença (está em todos os lugares) e a imanência (presença contínua e atuante).


Muitos cientistas, filósofos, arqueólogos, estudiosos, ateus, céticos, etc; são verdadeiros “caçadores de deus”. Mas, por mais que procurem (cacem), suas buscas são inúteis e infrutíferas; eles estão cegos e desconhecem que: “... Perto está o SENHOR dos que têm o coração quebrantado”. (SL 34:18)

Voltando a questão do diálogo entre Cristo e a mulher samaritana, vê-se a seguinte revelação: “... porque o Pai procura (caça) a tais que assim o adorem. Deus é Espírito, e importa que os que o adoram o adorem em espírito e em verdade”. (MT 4: 23 e 24)

Como diz o escritor e amigo José Barbosa Junior, “um pouquinho só de conhecimento bíblico já nos faz ver” que o verdadeiro “caçador” é Deus, e está a “caça”, ou melhor, a procura de verdadeiros adoradores.

Por isso, quero passar do “Ser para o Ter”, ou para o “não Ser”. Não quero ser caçador, quero ser a “caça” e, ser caçado pela graça...

Alias, quero encerrar este artigo dizendo: - Quem rejeita a graça, termina caçando Deus.

Que a graça de Deus sempre superabunde em nós!!!

28 de outubro de 2009

Preciso da ajuda de todos!


Durante o mês de outubro, tenho experimentado um sentimento antagônico referente a um projeto pessoal antigo: antagônico porque têm me proporcionado alegria e tristeza ao mesmo tempo.

A alegria é proveniente da conclusão da obra literária: Mémorias Póstumas dos Protestantes, um livro que durante anos surgiu em minha mente e agora no mês de outubro de 2009 teve suas últimas páginas escritas.

Para abrilhantar mais a obra, recebemos a generosa contribuição do escritor José Barbosa Júnior (editor do site Crer É Também Pensar) que humildemente aceitou o pedido de prefaciar o mesmo; e da professora de português: Samantha Costa Melo Ferreira (com o seu dignissímo esposo Lincoln) que gratuitamente fez toda a correção ortográfica.

Todavia, essa alegria começou a ser sufocada pelo mercado editorial evangélico, que na ânsia por obter lucros e mais lucros, não publicam obras de autores ânonimos; mesmo a obra sendo avaliada como excelente por algumas editoras!

Hoje, mais do que nunca, sou sabedor das dificuldades de se realizar um sonho no mundo “GOSPEL”, ou seja, para você lançar um livro, é necessário ter nome! Para pregar em determinados congressos, têm que pagar um generosa prebenda! Para sua música tocar nas rádios líderes de audiência, faz-se necessário o desembolso de valores exorbitantes! Etc, etc, etc.

Contudo, como diz o chavão: SOU BRASILEIRO E NÃO DESISTO NUNCA! Por isso, estou apelando para os meus amigos me ajudarem nesta empreitada.

Para obter uma publicação independente, necessitarei de aproximadamente R$ 5.000,00 (cinco mil reais), para quitar gastos com: gráficas, 1000 exemplares, diagramação, divulgação, etc; e infelizmente, não tenho este dinheiro, por isso, estou pedindo a meus amigos que adquirem um VALE LIVRO, ou seja, aqueles que quiserem e puderem nos ajudar, depositem na minha conta uma quantia de R$ 10,00 ou mais, me mandem pelo e-mail o comprovante de depósito e endereço de correspondência, e assim que o livro for lançado, me comprometo a enviar um exemplar dele pelos correios.

Para aqueles que nos ajudarão, os dados são:

CAIXA ECONÔMICA FEDERAL
Agência: 0081
Operação: 013
C. Poupança: 01146919-0
Sylas de Souza Neves

Que Deus abençoe a todos!

9 de outubro de 2009

Eunuquismo não é sinônimo de homossexualismo



Ao fazer uma ‘turnê’ nos canais abertos de televisão após um dia cansativo e desgatante, deparei-me na Rede TV com um debate sobre HOMOFOBIA no programa da apresentadora Luciana Gimenez - o Super Pop.

Como critico eterno das programações abertas da televisão brasileira, resolvi acompanhar todo o programa com um olhar desconfiado principalmente para os convidados ‘evangélicos’ ali presentes, a saber: o sr. Geraldo Tenuta, o Bispo Gê da igreja Renascer, o jornalista e ‘membro’ da Assembléia de Deus Hebert Viana e um deputado e pastor do Ministério Vida em Cristo.

Em dado momento, Thamy Miranda (filha de Gretchen), trouxe a tona o seu passado como ex-evangélica e sua decepção por não ter sido batizada nas àguas em virtude de sua vida no lesbianismo. A partir daquele momento, foi questionado e abordado pelos presentes, a possibilidade ou não de alguém ser batizado nas àguas vivendo uma vida no homossexualismo.

Neste exato momento, para minha infelicidade o tal Bispo Gê, deu uma tremenda escorregada e mencionou o caso do eunuco com Felipe (Atos 8:37-38) afirmando que: na Bíblia eunuco preconiza alguém que não tinha sexo!

Vejamos o que o nosso mestre disse:

Porque há eunucos que assim nasceram do ventre da mãe; e há eunucos que foram castrados pelos homens; e há eunucos que se castraram a si mesmos por causa do Reino dos céus. Quem pode receber isso, que o receba. (Mateus 19:12)

Na Bíblia eunuco nunca preconizou alguém sem sexo, mas um homem castrado. Segundo Jesus e o P.h.D. Champlin, havia três tipos de eunucos, a saber: 1. aqueles que nasceram tais, por motivo de algum defeito congênito. Segundo o Talmude Babilônico dos judeus, esses eram chamados “eunucos desde que viram o sol” isto é, desde o momento do nascimento. 2. Os que se tornaram eunucos por terem sido mutilados pelos homens. 3. Os eunucos espirituais, isto é, aqueles que se negavam aos prazeres sexuais visando propósitos espirituais que podiam ser ou não cadastros.

Diante destas colocações e de tamanha aberração, pergunto: - Bispo Gê onde o sr. tirou esta idéia? Quais os argumentos que tens para embasar esta colocação?


http://www.youtube.com/watch?v=zgRzyCW3EPY

Quanto ao fato de um homossexual ser batizado, leêm o meu artigo: OS PROTESTANTES, A HOMOFOBIA E O BATISMO

23 de setembro de 2009

2009 – Um ano de maravilhas


Cantai-lhe, cantai-lhe salmos; falai de todas as suas maravilhas.
Salmo 105:2



O salmista nos incitou neste salmo a proclamar todas as maravilhas realizadas pelo Senhor; por isso, quero ser ‘obediente’ e relatar as benevolências que o Todo Poderoso têm me proporcinado neste ano; ano este que, sem sobras de dúvidas deixará saudades.

Após um final de ano conturbado em 2008, iniciei 2009 sem muitas expectativas e bastante desiludido; a minha desilusão abrangia muitas areas da minha vida, a saber: profissional, “ministerial”, etc, etc...

Na virada do ano, após uma turbulenta “crise denominacional” resolvi retornar para a minha denominação de origem: Assembléia de Deus de BH, relatando aos líderes a minha vontade de dedicar-me apenas ao trabalho itinerante da pregação.

Diante de muitas dúvidas e questionamentos espirituais, recebi a promessa Divina de que 2009 seria um ano de maravilhas na minha vida; embasado na Palavra e nesta profecia, comecei o mês de janeiro sob os olhares desconfiados de muitos, contudo, pouco a pouco as agendas foram surgindo e sem muitas dificuldades os objetivos e as metas foram traçadas.

No dia 26 de janeiro, fui convidado a levar uma Palavra na igreja católica do bairro Nova Suiça, após conversar com minha liderança, aceitei o convite e diante de quase 700 pessoas pude contemplar a manifestação da Graça Divina a meu favor naquele culto de formatura.


Em fevereiro, dei inicio ao curso de bacharel em teologia na Fatek juntamente com o meu pai, um universitário de 62 anos.

No mês de março, recebi o primeiro convite oficial para ministrar nos EUA, a partir deste convite, comecei uma ‘batalha’ cansante na busca pelo passaporte e visto americano. Infelizmente, no mês de junho tive que adiar o meu sonho de conhecer novas terras, contudo, este aparente fracasso, não me deixou abatido, pelo contrario, resultou em grandes aprendizados.

Neste mesmo mês, recebi um telefonema que nada mais era senão um balsamo de Deus para minha vida; do outro lado da linha, estava o pr. Daniel (auxiliar do pr. Jorge Linhares) me convidando para ministrar no culto da família na sede da Igreja Batista Getsemani.


Ao chegar na Getsemani, não contive as lágrimas, afinal de contas, mais um de meus sonhos estava se concretizando naquele momento... após um grande suspiro, fui recepcionado pelo dileto pastor Hilquias Jakson e sua maravilhosa equipe ministerial.


Ao fazer uso da Palavra, percebi perfeitamente o agir de Deus novamente ao meu favor... Como Deus me honrou naquele lugar! Por isso, não posso de maneira alguma deixar de agradecer aos pastores: Jorge Linhares, Daniel Fialho e Hilquias Jakson, dentre outros, por serem um canal de Deus na realização de um de meus grandes sonhos. Sou grato e ciente de que minha ida ali contribui e muito para o meu crescimento ministerial.



No mês de julho, Deus me concedeu o privilégio de abrir uma pequena livraria evangélica em meu bairro.

No mês de agosto, fundei o Instituto Bíblico de Teologia Ministerial http://teologiaministerial.blogspot.com/ e no mesmo mês comecei a dar aula no curso médio em teologia do mesmo.

No mês de setembro conclui o livro: “Memórias Póstumas dos Protestantes” que querendo Deus será lançado ainda este ano; atingi a marca de 18 DVD’s lançados e 3.000 cópias vendidas.

Permitindo Deus, alcançarei no mês de dezembro a marca de 140 ministrações somente neste ano e, mais de 500 ao longo de oito anos de ministerio. Glórias sejam dadas a Ele!.

De todas essas maravilhas, não poderia deixar de citar a maior delas: centenas de almas se renderam a Cristo através de meu testemunho.

Diante de tudo isto, não posso dizer outra coisa, a não ser: "Que darei ao Senhor por todos os seus benefícios para comigo?" (Salmos 116:12).

16 de setembro de 2009

DVD - 01 - Livre-se dos fardos indesejáveis!



Após ler o livro “Aliviando a bagagem” de Max Lucado; passei a compreender melhor e valorizar cada vez mais o conteúdo (a essência) do salmo 23. Salmo, que encontramos estampado em banners, outdoors, escritórios, fachadas de empresas, panfletos, folhetos, panos de cozinha, quadros, canecas, pinturas, etc. Salmo, que ao longo dos anos se tornou um dos textos bíblicos mais citado e conhecido (não somente do meio evangélico, mas, de todos os seguimentos da sociedade).

Salmo este, que te tão lido, passou a ser decorado; de tão decorado, desmerecido; de tão desmerecido, desvalorizado.

Ao terminar a leitura do livro, fui tocado por Deus a transformar em mensagem o conteúdo do mesmo, tendo em vista o baixo indice de leitores assíduos no meio evangélico.

Creio que esta mensagem impactará a sua vida, assim como o livro impactou a minha!


Caso voce queira adquirir uma ou mais mensagens, proceda da seguinte maneira:

Obs. A compra pelo site somente é possivel por meio de deposito bancario:

Primeiro Passo: Escolha as mensagens que desejas adquirir e multiplique por R$ 15,00 (taxa de correio ja´ inclusa)
Segundo Passo: Faça o deposito bancario -->>
Banco Bradesco AG 0464 - C/C 0338776-3 - SYLAS DE SOUZA NEVES
Terceiro Passo: Envie um e-mail para: sylasneves@yahoo.com.br com as seguintes informaçoes:
- Nome / Endereço / Valor do Deposito / Temas das mensagens
Quarto Passo: O material será enviado até dois dias após confirmaçao.

Ou voce poderá adquirir:
* ART LUZ PRODUÇOES - Rua Rio de Janeiro, 985 sobreloja - Centro - BH / MG
Telefone: (31) 3224.4174 - www.artluzproducoes.com.br

11 de setembro de 2009

Visita a APAE de Ipatinga

Pois ele conhece a nossa estrutura; lembra-se de que somos pó. SL 103:14


No dia 03 de setembro de 2009, recebi um convite ‘diferente’ que muito me alegrou e emocionou ao mesmo tempo; tal convite foi me feito pelo pastor Geraldo (presidente da Igreja Batista Reviver – Ipatinga / MG, igreja na qual ministrei a Palavra de Deus no mesmo dia, às 19:30 hs.

Segundo o pr. Geraldo, uma das funcionárias da APAE de Ipatinga, após assistir o meu dvd de testemunho, pediu a ele que me levasse naquela instituição a fim de transmitir uma palavra principalmente às mães ali presentes.

Confesso que aquela manhã marcou a minha vida! Um filme de mais de uma década passou em minha mente ao conhecer e percorrer aquele lugar. Como muitos sabem, durante 17 anos freqüentei lugares como a APAE, no meu caso a AMAS e INAPLIC (Instituto de Aplicação Bio Psicológico) e por mais de uma década me submeti a tratamentos de: fonoaudiologia, psicologia, psicopedagogia, fisioterapia e terapia ocupacional.

Hoje, dez anos após receber alta, não imaginava que um dia voltaria a um lugar assim, mas, Deus sempre nos reserva algo de bom, foi agradabilíssimo “voltar” ao passado, com a cabeça erguida e testemunhando que o meu Deus, me tirou de um lugar como aquele, me reintegrou a sociedade e me proporcionou hoje: ser casado, ser pai, ser formado em engenharia, ser pastor e pregador do Evangelho, ser micro-empresário e acima de tudo: Ser FILHO DELE. Glórias sejam dadas a Ele.

EU VEJO DEUS NA MINHA VIDA!

Pr. Geraldo; Pr. Jerry, Dona Gemina, Pr. Sylas

Dona Gemina - Faz parte do conselho consultivo da APAE e coordenadora do clube de mães da instituição - uma das pioneiras da APAE de Ipatinga

clube de mães da instituição

Se vocês pudessem ver a alegra desse menino que está aprendendo a andar!!! - esta alegria eu já senti um dia

Sala de fisioterapia da instituição

OBS - A APAE de Ipatinga - MG é uma entidade sem fins lucrativos criada há 31 anos, na cidade de Ipatinga e atende a 370 Pessoas Com Deficiência Mental, todos os dias são assistidos com uma equipe formada por: Fisioterapeutas, fonoudiologos, dentistas, pscicólogos, pedagodos, professores, auxiliares de reabilitação, professores de Dança e Música, conzinheiras e vigias.



Se você quiser ajudar a uma instituição séria, ajude a APAE de Ipatinga

19 de agosto de 2009

Jugo desigual - pergunta e resposta



Pastor Silas,

Estou passando um momento muito difícil, pois, estou namorando um rapaz que não é da igreja; mas, depois que nos conhecemos, ele passou a ir à igreja comigo, ele até deixou de ir ao show por minha causa.

Sabe pastor, eu sou batizada e as pessoas da minha família ficam me dando conselhos para não namorar com ele, mais eu não ligo... Sempre respondo que o que tiver de acontecer vai ser da vontade de Deus...

Sabe mais, o que eles falam me deixa magoada e eu to querendo salvar essa pessoa pra Deus e, eu estou começando a gostar dele e não quero terminar com ele, simplesmente porque existem pessoas que ficam me julgando.

Silas têm muita gente que se casou com ímpio e se deu bem na vida por pagou um preço, porque eu não posso? Ajuda-me, me dê uma orientação! Estou muito triste, magoada e sem amigo para me ajudar... Não sei o que fazer! A minha prima esta fazendo um curso de pré-batismo, todavia, ela namora com um ímpio porque eu não posso tentar como ela? Ajuda-me Silas!


Minha irmã,

A Paz do Senhor!

Vejo que você tem um grande problema, aliás, não somente um vários!

Primeiro, sua pergunta não me parece de quem realmente quer uma orientação, mas sim, uma aprovação de conduta.

Segundo, você está apaixonada, e sendo assim, qualquer conselho que não te agrade, com certeza sua tendência será descartá-lo.

Terceiro, não está “ligando” para o que a sua família diz, será que vais ligar para o que a Bíblia diz?

Quarto, ficou magoada com os conselhos contrários a sua postura, com todo respeito, isso é um sinal de falta de maturidade emocional, espero que não fiques magoada com as minhas colocações!

Querida irmã,

Biblicamente, namorar, noivar ou casar com um ímpio constitui um JUGO DESIGUAL, portanto, sem sombras de dúvidas, você se enquadra aqui. (Amós 3:3) (2 Co 6:14-18)

Quanto ao fato dele passar a ir à igreja com você, não significa muita coisa, pois, ir à igreja não significa fazer parte da Igreja; metaforicamente, é como um passarinho que faz um ninho na árvore, ele está na árvore, mas não é árvore! E têm mais, lembre-se que até os “demônios” vão às igrejas, principalmente naquelas onde eles têm oportunidade de falar no microfone..... rsrs

Minha irmã, como membro do corpo de Cristo e participante da Ceia do Senhor, você é nova criatura, alguém que ‘morreu’ para o mundo que jaz no maligno, portanto, não se prenda a um jugo desigual, pois ele é perigoso! Com certeza Deus tem para você alguém melhor, alguém que tenha o mesmo SENHOR, a mesma fé, e o mesmo batismo (EF 4:5).

Você disse: “o que tiver de acontecer vai ser da vontade de Deus”; infelizmente, estais redondamente enganada, Deus lhe outorgou o “livre-arbítrio”, portanto, você ‘pode’ andar pelos caminhos do teu coração e pela vista dos teus olhos; sabe, porém, que por todas essas coisas te trará Deus a juízo. (Eclesiastes 11:9)

Lembre-se:
- Por vontade própria, Sansão casou com Dalila, prendendo-se a algo proibido por Deus, será que a sua ruína foi pela vontade de Deus ou pelas conseqüências de sua escolha?
- Também por vontade própria, Davi apoderou-se de uma mulher que não lhe pertencia, e as conseqüências de sua escolha trouxeram juízo sobre sua casa!

Você também disse que, “o que eles falam me deixa magoada e eu to querendo salvar essa pessoa pra Deus”; minha irmã, não fique magoada com quem lhe ama, e não se iluda com este pensamento de ‘salvar’ ele para Deus, pois, essa atribuição não é sua, mas sim, do Espírito Santo. (João 16:8)

Outro conselho que te dou: jamais termine um relacionamento por motivos de opiniões alheias, todavia, nunca dê prosseguimento a um relacionamento fora do padrão bíblico – o preço a pagar com certeza não valerá a pena.

Quanto a sua outra indagação: Silas têm muita gente que se casou com ímpio e se deu bem na vida por pagou um preço, porque eu não posso? Toda regra têm exceções, se você conhece alguém que se deu bem (coisa que particularmente duvido), sem sombras de dúvidas esse caso é uma rara exceção; poderia enumerar casos e mais casos de pessoas, até mesmo entre a minha parentela, de pessoas que optaram pelo jugo desigual e se deram mal. MENINA você já têm um cruz difícil para carregar a cada dia, portanto, não deixe que ela fique ainda mais pesada.

Com relação a sua prima, o mesmo vale para ela......
Com amor e temor.
Pr. Sylas,
Obs. Não quero perder sua amizade por falar a verdade!

18 de agosto de 2009

Namoro, Noivado e Casamento... Pode ou não pode!



Prezados,

A Paz do Senhor!

Neste ano de 2009, tenho recebido muitas perguntas referentes a namoro, noivado e casamento; confesso que tenho tido muito pouco tempo para responder a todos, todavia, na medida do possível, responderei aqui no blog, algumas indagações, preservando é claro o nome dos internautas.


1. Pr. Sylas, vi o seu testemunho na Igreja Pentecosta Boas Novas e fiquei admirada com as maravilhas que Deus fez em sua vida!Deixe-me te perguntar uma coisa: - "Quem é batizada e participa da Santa Ceia pode beijar na boca??????


Graça e Paz!

Obrigado pela mensagem!

Quanto a sua pergunta, uma pessoa que é batizada nas águas, biblicamente é uma pessoa que "morreu" para o mundo e ressuscitou para Cristo, portanto, ela é nova criatura, e sendo assim, ela deve ‘deixar’ as coisas velhas, pois, tudo se fez novo.

Keila, assim como você, também sou jovem (27a) e sei o quanto é difícil nos dias de hoje, namorar sem beijar; teoricamente, o beijo (dependendo qual) por si só não é pecado, o pecado são as conseqüências que ele pode gerar.

Portanto, cabe a você impor os limites, lembrando-se que você é templo do Espírito Santo e que Deus é Emanuel. (sempre está conosco)
Fique na Paz!


2. Pastor Silas, estou passando por um momento muito dificil, estou me sentindo no chao com relação a DEUS. Pastor eu quero tanto andar sobre as aguas, eu quero tanto ir morar com PAPAI pra sempre, e quero tambem que ataves da minha vida, DEUS possa me usar para salvar outras pessoas, presciso de um conselho, sobre o que fazer, aguardo sua resposta


Querida irmã,
Graça e Paz!

Para andar sobre as águas é necessário obedecer e seguir alguns princípios:

1) Confiar inteiramente naquele que também andou sobre o mar;
2) Não temer o vento e nem o seu ruído, pois Cristo estará a sua frente de braços abertos dizendo: não temas! Sou EU!
3) Seguir em frente, sabendo que sua fé assemelha-se a uma âncora, portanto, estarás segura diante dEle.

Fique na Paz!

12 de agosto de 2009

Minhas Mensagens

Olá amigos e internautas,
A Paz do Senhor!

Estou disponibilizando no youtube trechos de algumas mensagens que tenho em dvd's.
A seguir, veja o resumo de algumas:



Você pode adquirir meus dvd's nos seguintes endereços:

* ART LUZ PRODUÇÕES - Rua Rio de Janeiro, 985, 1° Andar - Centro - BH / MG - Tel: (31) 3224.4174 - www.artluzproducoes.com.br

* LIVRARIA EVANGÉLICA CULTURA CRISTÃ - Rua Joana Angélica, 23, loja 3 - bairro 1° de Maio - BH / MG - TEL: (31) 8781.0497 (Compra e Locação)

* MUNDO EVANGÉLICO - Rua Tupis, 205 - centro - BH / MG - TEL: (31) 4009.5400

* LIVRARIA GILEADE - Avenida Marco Aurélio, 90 - Nazaré - BH / MG - TEL: (31) 3434.3450

* DISTRIBUIDORA ÔMEGA - Rua São Paulo, 1107

* EL SHADAY - AV. ALGUSTO DE LIMA C/ SAO PAULO CENTRO BH SHOPPING MIX 2 PISO TEL.32741500

25 de junho de 2009

É tempo de transgredir!


E rasgai o vosso coração, e não as vossas vestes, e convertei-vos ao SENHOR
Joel 2:13

No ano de 2007, ao me deparar com este pequeno trecho incutido na profecia de Joel, pude compreender o quanto Deus ama a SINCERIDADE, e conseqüentemente, mais uma vez constatei que o SENHOR não vê como vê o homem. Pois o homem vê o que está diante dos olhos, porém o SENHOR olha para o coração (1Samuel 16:7.

Nos dias do profeta Joel, o povo se encontrava diante de uma catástrofe provocada por uma terrível praga de gafanhotos. Esta calamidade destruiu completamente toda a agricultura dos israelitas, de modo que não havia mais uva para a fabricação do mosto (vinho novo), e é perceptível nas páginas sagradas que alguns ‘dormiam’ enquanto outros estavam embriagados, por isso, o profeta da parte de Deus disse: “Despertai, ébrios, e chorai; gemei, todos os que bebeis vinho”. (Joel 1:5)

No decurso da profecia de Joel, nota-se o ‘aparente’ fracasso do sistema de sacrifício no templo, e diante disto e da grande devastação, os ministros foram conclamados a se cingirem, lamentarem, vestirem de panos de sacos e durante toda uma noite realizarem atos que demonstrassem uma profunda tristeza. Posteriormente, numa tentativa de fazer Deus interpor a sua autoridade e ajudar o seu povo, um santo jejum é promulgado. Esperava-se que assim a praga e a seca fossem extirpadas.

Todavia, mesmo diante de tantas ‘abnegações’, Deus ordena ao povo que transgrida, ou seja, vá além das aparências. Ele requer um arrependimento arrerdadeiramente ‘interno’, e não algo que ficasse apenas na superfície do corpo.

Ao deparar-me com tal ordenança: “E rasgai o vosso coração, e não as vossas vestes”, o verbo transgredir fluiu rapidamente em minha mente, e mesmo ciente do peso e do ranço provocado por este vocábulo, não encontrei outra expressão que melhor definisse a determinação divina.

Ao realizar uma consulta em alguns dicionários da língua portuguesa e/ ou teológicos, encontrei os significados de: desobedecer, deixar de cumprir, infringir, violar e postergar para a palavra TRANSGREDIR: todavia, constatei também que este vocábulo, principalmente no hebraico (Maal, Abar) denota sentido de: IR ALÉM, ULTRAPASSAR. Portanto, ao associar os vocábulos hebraicos com a ordem de se rasgar o coração, verifiquei que Deus estava solicitando ao povo uma atitude que transpassasse as aparências, algo que extrapolasse o tradicionalismo do ato de se rasgar as vestes.

O rasgar de vestes propriamente dito, era um sinal de condolência entre os hebreus, bem como de outros orientais, principalmente ao ficarem sabendo da morte dum parente. Geralmente, o ato consistia em rasgar apenas à parte da frente da veste, o suficiente para expor o peito, de modo que não envolvia rasgar inteiramente a veste, tornando-a imprópria para o uso.

O primeiro caso desse ato mencionado nas Escrituras é o de Rubem, o filho mais velho de Jacó, que, ao retornar e não ver José na cisterna, rasgou a sua veste, exclamando: “O rapaz não está mais lá! E agora o que é que eu vou fazer?”. (Gênesis 37:29,30).

Logo em seguida, Jacó, ao ser informado da suposta morte do filho, também rasgou as suas vestes e vestiu roupa de luto. E durante muito tempo ficou de luto pelo seu filho. (v.34) Alguns anos depois, os irmãos de José demonstraram seu pesar por rasgarem as suas vestes quando José, por estratégia, fez parecer que Benjamim era ladrão. (Gênesis 44:13)

Em oposição a isso, Moises instruiu Aarão a e seus filhos Eleazar e Itamar, a não rasgar as vestes em virtude das mortes de: Nadabe e Abiu que foram consumidos pelo Senhor em razão de praticarem um ato iníquo. (Levitico 10:6) Noutras ocasiões, porém, eram permitidas aos sacerdotes da linhagem arônica rasgarem as suas vestes no caso da morte de um parente achegado: mãe, pai, filhos, irmãos, e ainda por uma possível irmã virgem, chegada a ele, que ainda não tivesse marido, entretanto, o sumo sacerdote em hipótese alguma, tinha permissão para deixar o cabelo desgrenhado ou rasgar as vestes. (Levitico 21:1-4,10,11)

Encontramos muitos outros casos no Antigo Testamento dessa expressão de pesar, por exemplo, o caso de Jó, que rasgou a sua veste ao ficar ciente da morte de seus filhos (Jó 1:20); seus três pretensos amigos que, assim que o viram em seu estado adoentado e não o reconheceram, ergueram a voz e choraram; e cada um, rasgou o seu manto e, lançaram pó ao ar sobre a cabeça. (Jó 2:12); Josué, após a derrota de Ai (Josué 7:6); Jefté, Davi, Acabe, Jorão, Ben Hadade, Ezequias, Josias, Esdras e Mardoqueu respectivamente, também rasgaram as suas vestes.

No Novo Testamento, temos dois casos distintos de tal demonstração, o primeiro, foi a do sumo sacerdote Caifás, que simulou uma grande indignação e ultraje ao rasgar as suas vestes quando Jesus admitiu ser o filho de Deus. (Mateus 26:65) Em contraste com isto, Paulo e Barnabé, verdadeiros cristãos, demonstraram profunda tristeza e temor ao rasgarem as suas vestes quando viram que os moradores de Listra estavam prestes a adorá-los como deuses. (Atos 14:8-18).

Também existem casos simbólicos de vestes rasgadas nas Escrituras; um deles está registrado no primeiro livro de Reis, quando o profeta Aias pegou a sua veste nova e rasgou em 12 pedaços e, mandou que Jeroboão tomasse 10, representando assim a divisão do reino de Salomão. (1Reis 11:29-39) e, finalmente, Samuel ilustrou que Deus rejeitara a casa de Saul por fazer menção da túnica que Saul acabou rasgando quando agarrou Samuel (1Samuel 15:26-28).

Entretanto, demonstrando que tal ato podia ser apenas aparente e até mesmo hipócrita, ou pelo menos insincera, Deus ordena ao povo de Judá que rasguem o coração no lugar das vestes (Joel 2:13), entrementes, o Soberano estava exigindo do povo uma atitude sincera, um verdadeiro quebrantamento de espírito. O rasgar do coração é a máxima exigência para que Deus perdoe os pecados do povo neste contexto, ou seja, o que realmente importava era o “espírito quebrantado do homem, mediante o arrependimento”.

Rasgar o coração implica em transgredimos a nossa maneira de ver e viver no mundo. Precisamos ir além do tradicionalismo, precisamos ultrapassar os paradigmas religiosos e aprender com os heróis da Bíblia que transgrediram ordens, usos, costumes e tradições. É necessário nos conscientizarmos que as restrições humanas e os regulamentos legalistas não são oriundos da graça de Deus. Precisamos aprender com Cristo que transgrediu ao curar no sábado, que foi além ao conversar com uma mulher samaritana, que ultrapassou ao visitar a casa de publicanos, ao se assentar na mesa com pecadores e ao morrer no meio de salteadores.

Devemos ser transgressivos como Abel que não apenas ofereceu um sacrifício, mas foi além e ofertou o que tinha de melhor. Precisamos aprender com Joquebede que ao ver que seu filho era formoso transgrediu e escondeu Moises por três meses. (Êxodo 2:2)

Precisamos aprender com Davi que transgrediu ao comer e dividir o pão da proposição que era tocado somente pelos sacerdotes, e não houve punição da parte de Deus, pois a fome era ‘maior’ do que a lei.

Precisamos aprender com a mulher do fluxo de sangue, que mesmo sendo considerada imunda pelas normas da época, foi além das suas possibilidades, ultrapassou seu limite físico, encarou uma multidão e transgrediu ao tocar nas vestes de Jesus. (Marcos 5:25-34)

Que possamos aprender com a oração do publicano, que ao contrario do fariseu não era justo aos seus próprios olhos e, além de ter sido sincero, transgrediu, rasgou o seu coração e obteve a justificação. (Lucas 18:9-14)

É necessário sairmos da mediocridade e do superficial para agradarmos a Cristo. É necessário transgredirmos as tradições que invalidam a Palavra de Deus, pois o que contamina o homem não é o que entra, mas sim o que sai. (Marcos 7:1-22)

É tempo de transgredir! É tempo de ir além das aparências! É tempo de ultrapassar os limites! É tempo de rasgar os nossos corações e não as nossas vestes!!

Que a graça de Deus superabunde em nós!

11 de junho de 2009

Eu vejo Deus na minha vida!



Quando não há mais saídas, surge a providência divina.
Conheça o paradoxo entre a palavra de Deus e a palavra de homens: - Quando o homem diz: não há vida, Deus diz: eu sou a vida; quando o homem diz: será um paralítico, Deus o faz andar pelo mundo anunciando as boas novas; quando o homem diz: será mudo, Deus o torna um pregador do evangelho; quando o homem diz: você não serve para nada, Deus o coloca entre os grandes e o faz um pastor de ovelhas; quando o homem diz: viverá como um vegetal, Deus o torna bacharel em ciências exatas.

Após 17 anos submetidos a vários tipos de tratamentos, em virtude de seqüelas de paralisia cerebral pós-parto; foi agraciado por Deus com o Ministério da Palavra no ano de 2001.

É Casado com Diana de Souza Neves e pai de Yuri Abner Martido Neves; Editor e articulista do Site: “Sociedade dos Protestantes Mortos”, Ministro da Assembléia de Deus – Ministério de Belo Horizonte; Bacharel em Engenharia de Agrimensura pela FEAMIG, formando do curso médio em Teologia pelo IBTG e missiologia da EMAD, Bacharel em teologia da FATEK, secretário do projeto Resgatando Vidas (casa de recuperação) e fundador do Instituto Bíblico de Teologia Ministerial.

Após pastorear duas congregações locais das Assembléias de Deus (2007 e 2008), passou a dedicar exclusivamente ao trabalho evangelístico, ministrando em congressos, cruzadas, concentrações e encontro de casais.

Parte 1

Parte 2

Parte 3

Parte 4

Parte 5

Parte 6

Parte 7

Parte Final


Você pode adquirir este dvd nos seguintes endereços:

* Art Luz Produções - Rua Rio de aneiro, 985 - Centro - BH / MG - (31) 3224.4174
* Livraria Evangélica Book - Rua Flávio Marques Lsboa, 391 - Barreiro - Contagem / MG - (31)3384.3533
* Mundo Evangélico - Rua Tupis, 205 - Centro - BH/MG - (31) 4009.5400
* Livraria Gileade - Av. Marco Aurélio, 90 - Nazaré - BH/MG - (31) 3434.3450

5 de junho de 2009

Culto da Família


Prezados amigos e internautas,

Na próxima quarta-feira, dia 10 de junho, às 19:00 hs, estarei ministrando a Palavra de Deus na Igreja Batista Getsêmani - Rua Cassiano Campolina, 360 - B. Dona Clara - BH/MG - Cep: 31260-210 - Tel: (31)3448-9898. (Igreja presidida pelo pr. Jorge Linhares)

Na ocasião, será realizado o "Culto da Família" sob a direção do Pr. Daniel, por isso, quero convidá-los a estarem ali para juntos louvarmos e engradecer-mos o nome de Jesus.

Aguardo vocês...
Abraços.

2 de junho de 2009

O verdadeiro Caminho das Indias

A Índia que a TV não vai mostrar !

As cenas da realidade de 90% dos indianos nunca serão mostradas no "Caminho das Índias" pois o objetivo ao que parece é glamourizar e divulgar os "deuses" indianos, que levaram o país a ser um dos mais miseráveis, sem higiene e politeístas do mundo.

http://www.youtube.com/watch?v=BVcZV5irobc


Como pode ter "crentes" viciados nesta novela?

26 de maio de 2009

Sermão da Sexagésima

No ano de 1655, na Capela Real, o padre Antônio Vieira pregou o sermão da sexagésima, um dos sermões mais conhecidos atualmente. Pela riqueza teologica e pela abordagem atualissima, tal sermão é digno de ser lembrado e debatido nas escolas teológicas nacionais.



http://www.youtube.com/watch?v=Sni0FDX6cKU

22 de abril de 2009

Contos de pescador ou contos de pregador?


parte 1

EM Cristo digo a verdade, não minto (dando-me testemunho a minha consciência no Espírito Santo)- Romanos 9:1

Durante a minha infância, por diversas vezes ouvi a seguinte exclamação: “Isto é conto de pescador!”. Confesso que na prática, somente fui entender o contexto desta ‘pérola’ muitos anos mais tarde.

Como toda criança da capital; nunca precisei pescar para comer, aliás, penso que se dependesse da pescaria para sobreviver, já estaria debaixo de sete palmos de terra, pois, a única vez em que me atrevi pescar, às margens do rio Paraopeba; levei três dias para apanhar apenas um peixinho de aquário... (rsrs)

Um belo dia, ao conversar com um vizinho “metido a pescador”; passei a entender o que seria o tal: conto de pescador. O dito cujo, por quase duas horas, incansavelmente, tentou-me convencer de que encontrara a chave de seu automóvel (perdida às margens do rio São Francisco) dentro da barriga do peixe que ele mesmo havia pescado.

Particularmente, depois de algumas pesquisas, ainda não encontrei a origem da expressão: “conto de pescador”; somente sei que se trata de uma enunciação idiomática, em tom irônico, empregada em forma de hipérbole (exagero) ao se ouvir uma narrativa de gênero inverossímil (inacreditável), ou seja, são estórias ‘absurdas’ que como diriam os antigos: até Deus duvida!

Pois é, ao fazer uma retrospecção de meu ministério, lembrei-me de alguns casos que quando trago a tona, algumas pessoas ficam boquiabertas e duvidosas quanto à veracidade dos mesmos, todavia, afirmo com toda conta ‘convicção’, não são contos de pescador, mas, contos de pregador!

Desde criança, sempre fui apaixonado pela explanação da Palavra de Deus; com apenas oito anos de idade, lembro-me que, por diversas vezes, pedia ao meu pastor uma oportunidade para ler um versículo da Palavra de Deus; bondosamente, o saudoso pastor Murilo (conhecido carinhosamente como irmão Murilo); devido a minha baixa estatura, colocava-me em cima de uma cadeira para que a congregação pudesse me visualizar; e lá, diante daqueles olhares curiosos, com muito entusiasmo, abria a Bíblia e lia aqueles versículos que a maioria dos ‘cristãos’ não gosta de ouvir: arrependei-vos raças de víboras! Sepulcros caiados! Honram-me com os lábios, mas o coração está longe de Mim! Aquele que não toma a sua cruz e não nega a si mesmo não é digno de mim! Etc., e, para finalizar, cantava com muita dificuldade uma ‘canção’ que dizia: “você têm que nascer de novo! Você tem que nascer de novo! Você tem que nascer de novo!”.

Apesar do amor e da dedicação do pastor Murilo, sempre fui ciente das dificuldades que encontraria futuramente, pois, devido a uma falha médica, contraí no parto, seqüelas de paralisia cerebral, e desde pequeno comecei a sofrer com o preconceito e com as discriminações populares.

Infelizmente, quando comecei a entender melhor as coisas, devido às seqüelas motoras e na voz (falava com muita dificuldade), fiquei acanhado, tímido e, cheio de complexos afastei-me dos púlpitos, isto é, rejeitava as oportunidades que recebia.

Todavia, a chama que ardia em meu peito, graças a Deus, não se apagou e, quase dez anos depois, agora com 18 anos, crescido e consciente da minha chamada, resolvi abandonar os complexos e fazer tudo àquilo que viesse a minhas mãos.

Em 1999 perguntei ao meu pastor se havia alguma atividade na igreja que eu pudesse realizar, entretanto, o preconceito entrou novamente em cena, e o tal ‘pastor’ me disse: “sua deficiência não lhe permiti trabalhar na igreja, fica quieto no último banco e você estará me ajudando muito” (adaptação do autor). Felizmente, fui rejeitado por ele, mas, não por Deus.

No ano 2000 fui batizado em águas, coloquei a mão no arado e não olhei para trás. Hoje, sem titubear, digo: sou fruto da misericórdia divina e agraciado pelo dom da Palavra. Dia a dia tenho visto o crescimento das minhas agendas, em nove anos de ministério, tenho contemplado a fidelidade de Deus para comigo, porém, como dizem os antigos: o ministério tem o ônus e o bônus, e são estes ‘ônus’ que quero compartilhar com vocês leitores, mas, lembrem-se: são contos de pregador e não contos de pescador.

Como todo bom ‘pregador’, antes de sair por ai pregando, dediquei boa parte de meu tempo a cargos eclesiásticos, tenho no meu currículo as seguintes funções: secretário geral da congregação; secretário de missões; líder do departamento teatral; coordenador local e regional de missões; professor e superintendente da Escola Bíblica Dominical; presidente de Agencia Missionária Batista, diácono, presbítero e pastor local de duas congregações assembléianas.

As primeiras ministrações fora do meu ‘redil’ (em outras congregações e denominações), foram marcadas por muito entusiasmo, oração e devoção na Palavra, no entanto, a inexperiência e principalmente a falta de ‘status’ proporcionaram-me momentos ‘inesquecíveis’.

Lembro-me as diversas vezes que tive que utilizar duas ou três conduções para chegar às congregações; a falta de um veículo automotivo é desgastante para um pregador! E o pior, no inicio não se ganha nem o dinheiro da passagem; mas, a empolgação e o chamado compensam qualquer sacrifício!

A primeira vez que preguei fora das Assembléias de Deus, foi numa noite de quinta-feira; a convite de um amigo, cheguei ao tal ‘ministério’ às 19:40 hs. A reunião já estava bem adiantada, o templo repleto de pessoas. Ao adentrar pelo corredor do meio, fui acompanhado por olhares curiosos e preconceituosos; alguns balbuciavam: este ai é o pregador!

Quando me aproximei do altar, o pastor com olhar discriminante, me indagou: você consegue ‘falar’ pelo menos dez minutos! Nessa hora, fiquei pasmo, gaguejando e tremendo, mas, sem vacilar, disse: uma hora para mim basta!

Pela infinita misericórdia de Deus, apesar de cometer alguns erros de iniciante, conduzi bem à mensagem, e o sair daquele templo, já havia agendado com o tal pastor para mais duas de suas congregações em Minas, e para uma das congregações no Estado do Rio de Janeiro.

Uma das minhas primeiras viagens para o interior de Minas foi inesquecível, ao chegar à cidade de Cachoeira dos Brumados, sábado à noite, culto de Santa Ceia, deparei-me com uma situação inédita: depois de fortes chuvas sobre a região, a energia elétrica estava inativa, ou seja, a congregação estava às escuras. O pastor daquela congregação me disse: Será que o irmão dará conta de pregar sem o uso da aparelhagem de som? Eu respondi: vou tentar!

Todavia, algo repentino me aconteceu... A nave do templo estava repleta de insetos voadores e, de repente, sem perceber, acabei engolindo um deles. Imediatamente, comecei a pigarrear (limpar a garganta), pois, o inseto havia ‘estacionado’ no meio da garganta. Diante do aparente fracasso do pigarro, comecei a gritar para os diáconos: “água, água, água!”. Naquela hora, em meio à escuridão, os diáconos, bem como toda a congregação, pensaram que eu estava falando em línguas, e começaram a sapatear, pular e a gritar; acredite se quiser, foi um grande ‘pentecostes’ interiorano.

Poucos dias depois, recebi um convite para ministrar numa festividade do Círculo de Oração de uma outra denominação. Como era uma sexta-feira, noite de abertura, resolvi ir direto do serviço para a igreja.

Cheguei ao local por volta das 19:30 hs, cansado, faminto (pois só havia almoçado), mas alegre; afinal, era uma das primeiras festividades que ministraria! Contudo, o desenrolar do ‘culto’ me deixou totalmente inquieto. Fiquei perplexo com a falta de organização, pois já havia passado das 22:00 hs e a cantarolada continuava. Impetuosamente, o pastor aproximou-se e disse: nós vamos ouvir mais um cântico e depois o irmão entra com o testemunho!

Ao perceber que muitos já estavam do lado de fora, e o horário impróprio para tal coisa, disse ao pastor: “Amado, não me leve a mal, mas, vamos deixar o testemunho para outro dia, pois já são 22:20 hs e o meu testemunho dura mais de uma hora”. Naquele momento, o ‘pastor’, ou melhor, o comandante, replicou: faça o que estou mandando!

Subitamente, uma irmã subiu no altar em minha direção e disse: não temas! Faça aquilo que está no teu coração! Não temes o que te possa fazer o homem!
Neste momento, foi me dado à oportunidade, e ao fazer uso do microfone, convidei a todos os que estavam do lado de fora para entrar, pois o ‘culto’ já estava próximo do fim... Esperei alguns momentos, agradeci as irmãs pelo convite, li um texto do livro de Neemias, proferi um breve comentário de 5 minutos, fiz o apelo e devolvi o microfone.

Ao retornar para minha residência, dentro do carro daquele pastor, sofri uma das maiores agressões verbais da minha vida; fui chamado de moleque, desobediente e para encerrar as suas agressões, aquele ‘pastor’ me disse: “na minha igreja eu mando e pregador obedece!”. Nesta hora, não hesitei e repliquei: importa obedecer a Deus do que a homens!

Infelizmente, não são poucos os casos de pregador que tenho para contar, em nove anos de ministério, já vivi poucas e boas, conquanto, quero encerrar esta primeira parte (outras certamente virão), relatando um triste episódio que vivenciei no sul de Minas Gerais.

No ano de 2007, recebi a incumbência de representar o meu pastor, numa festividade em uma da cidade no sul de Minas; prontamente, desmarquei um outro compromisso pessoal, peguei o meu Gol, motor AP, ano 86 e dirigi em direção à referida cidade. Ao chegar à área central, constatei que a ‘igreja’ era composta, em sua maioria, por cristãos financeiramente resolvidos; o templo era bem localizado, possuía um amplo estacionamento e uma boa estrutura funcional; ao presenciar as ‘máquinas’ automotivas estacionadas, fiquei constrangido com o meu velho GOL quadrado, então resolvi estaciona-lo na rua, bem distante do estacionamento da igreja.

Ao adentrar o templo, contemplei olhares curiosos na minha direção, então, me identifiquei para um dos diáconos, e este, por sua vez, me conduziu ao altar que estava repleto de autoridades, pastores, bispos, empresários e políticos.

Ao fazer uma breve oração de joelhos, sentei-me e ouvi uma das coisas mais aberrantes da minha vida: “a congregação está repleta de amigos, convidados e pastores de outras denominações, portanto, vamos te dar 20 minutos para a explanação da Palavra, você prega para agradar o povo, e as próximas agendas surgirão para você”; ao ouvir tal desvario da boca de um dos pastores, pensei: ele não me conhece, mas a partir de hoje, vai ficar conhecendo! Naquela noite, preguei 50 minutos sobre o seguinte tema: “É melhor lavar os pés do que as mãos!”.

Está curioso para ver o conteúdo desta mensagem? Então assista ao vídeo a seguir.
Que a graça de Deus superabunde em nós!

http://www.youtube.com/watch?v=Bd1ijm12Jnc


continuação


Você pode adquirir esta mensagem


OBS: O conteúdo da mensagem é o mesmo, todavia, este dvd foi gravado numa outra igreja, com uma qualidade de imagem muito melhor do que a apresentada no youtube.
Adquira (31) 3224.4174 - Art luz Produções

31 de março de 2009

Infantícidio nas tribos indigenas brasileiras


O infanticídio dentro das tribos indígenas brasileiras ganhou ênfase com o lançamento e exibição do filme “Hakani – Enterrada viva – A História de uma sobrevivente”, aquilo que há muito tempo era tido como ‘tabu’ dentro das tribos, bem como na sociedade brasileira, hoje, vêm à tona ‘confrontando’conceitos, culturas, costumes e paradigmas.

O curta-metragem faz referencia ao povo Suruwahá, residentes na parte oeste da Região Amazônica do Brasil. Esse povo, segundo fontes, nos últimos 100 anos teve contatos esporádicos com o mundo exterior, sendo que, a maioria desses encontros foram devastadores.

Influenciados pelo único pajé sobrevivente de massacres provocados por intrusos, o povo Suruwahá têm como legado a idéia de que o suicídio é a única esperança para um povo que não possui direção espiritual; e baseados em tal ‘conceito’ cultural, essa tribo ‘encontrou’ no suicídio a receita mais comum e eficaz para se lidar com a dor, a raiva e problemas oriundos da natalidade.

Hakani retrata dois importantes valores do povo Suruwahá: beleza e força. Estes dois valores são mostrados claramente durante a cerimônia de puberdade de um jovem que pretende receber honra e respeito suportando a dor.

Hakani, nascida no ano de 1995, não se desenvolveu nos seus dois primeiros anos de vida; não aprendeu a andar e nem a falar. Logo os suruwahás perceberam e pressionaram os seus pais para sacrificá-la. Entretanto, eles preferiram o suicídio, deixando-a viva com os seus três irmãos, agora órfãos. Posteriormente, o documentário mostra o enterro de Hakani, considerada por seu povo como alguém sem alma, pois, segundo a tradição: “deficiência física ou mental, ser gêmeo ou trigêmeo, nascer de uma relação extraconjugal - todas essas são consideradas razões válidas para se tirar a vida e de uma criança”.

No filme, o infanticídio só não foi consumado, pois Hakani foi desenterrada por seu irmão no último momento, passando a viver banida de sua tribo, por três anos ela sobreviveu bebendo água de chuva, cascas de árvore, folhas, insetos, a ocasionalmente algum resto de comida que seu irmão conseguia para ela. Finalmente, ela foi levada para um casal de missionários que trabalhavam com os Suruwhás, e estes, com amor e carinho cuidaram de Hakani.

Hoje, ela está com 14 anos, adora dançar, desenhar e se tornou um símbolo contra as práticas infanticidas realizadas em aldeias brasileiras.

Resumindo: “Hakani é um documentário dramático que conta a história verdadeira da jornada de uma menina em busca da liberdade e a luta de um povo para encontrar uma voz – uma voz pela vida”.

Em contrapartida, há quem levante dúvidas contra a seriedade e fidelidade do filme, como por exemplo, o sr. Stephen Corry diretor da Survival, que classifica o filme como: “uma encenação; uma junta de filmagens de muitos povos indígenas diferentes que utiliza truques de fotografia para fazer valer os seus argumentos. Ainda de acordo como Corry, o documentário “não foi filmado numa comunidade indígena, a terra cobrindo a cara das crianças é na verdade chocolate e os Índios que aparecem no filme foram pagos como atores”

Finalizando, o diretor classifica o filme como uma “propaganda para apoiar a campanha evangélica para um principio muito perigoso, o chamado projeto de lei Muwaji que foi apresentado no Congresso Brasileiro”.

Portanto, cabe a nós, cidadãos brasileiros, amantes da teologia, estudantes da sociologia, e defensores da vida (dádiva de Deus), questionar e pesquisar a veracidade do filme, bem como a idoneidade e ‘imparcialidade’ do sr. Stephem Corry;
Que a graça de Deus superabunde em nós!

Referências

http://www.hakani.org/pt/
http://www.survival-international.org/

Obs. Assistam o video e divulguem...

27 de março de 2009

Cartazes

A pedido de alguns, estou colocando no blog dois cartazes que podem ser impressos e afixados no quadro de aviso.

Atenciosamente.



22 de março de 2009

UMA “IGREJA” CHAMADA ALPENDRE DE BETESDA



Ora, em Jerusalém há, próximo à Porta das Ovelhas, um tanque, chamado em hebreu Betesda, o qual tem cinco alpendres. Nestes jazia grande multidão de enfermos: cegos, coxos e paralíticos, esperando o movimento das águas. João 5:2,3

Numa bela tarde de sábado, ao abrir minha caixa de e-mails (correspondência eletrônica), deparei-me como um texto intitulado: ”NOMES ESQUISITOS DE IGREJAS”. Após ler cuidadosamente cada nome denominacional, fiquei boquiaberto com a “criatividade” do povo GOSPEL e, principalmente com a superficialidade bíblica de seus “lideres” que, com a presunção de encherem os “templos” e ganharem muito dinheiro, empregam às suas denominações, nomes puramente interesseiros e que servem de escárnio.

Dentre as sumidades dos nomes listados, transcrevo: IGREJA BATISTA INCÊNDIO DE BÊNÇÃOS, IGREJA C.R.B. (Cortina Repleta de Bênçãos), IGREJA PENTECOSTAL VALE DE BÊNÇÃOS, IGREJA DA BÊNÇÃO MUNDIAL, IGREJA E.T.Q.B. (Eu Também Quero a Bênção), IGREJA EVANGÉLICA FONTE DE BÊNÇÃOS e IGREJA EVANGÉLICA PENTECOSTAL DA BÊNÇÃO ININTERRUPTA.

Ao fazer esta distinta seleção, constatei que a palavra BENÇÃO (s) aparecia em todas elas e, subitamente, recordei-me de um antigo corinho que, muito ouvi cantar na infância:

Eu vim buscar uma benção Jesus tem benção pra dar
Você veio buscar sua benção espera Jesus vai lhe dar
Levante tuas mãos para o céu, e sinta um raio de luz
Cante comigo aleluia, o dono da Benção é Jesus.

De acordo com o Dicionário Teológico de Claudionor Corrêa de Andrade, a palavra: culto[1] [Do lat. cultus, veneração] denota sentido de: Tributação voluntária de louvores e honra ao Criador; sendo que, seu objetivo primário é a adoração a Deus, pois, Ele é Espírito, e importa que os que o adoram o adorem em espírito e em verdade. (JO 4:24) e o alvo secundário é o enlevo espiritual do adorador. Definitivamente, culto nunca esteve e nunca estará associado à busca de bênçãos e, convenhamos, o templo é simplesmente um edifício público destinado à reunião da comunidade cristã. Comunidade que, deve se encontrar voluntariamente para louvar, exaltar e falar com Deus, pois, está escrito: A minha casa será chamada casa de oração. (MT 21:13)

Infelizmente, a descaracterização do “culto”, quando não está coligada com o nome da placa ou nos “corinhos consumistas”, coliga-se aos rótulos dos eventos pseudo – eclesiásticos, que variam de: tarde das bênçãos, noite dos milagres, culto da vitória a campanhas dos “varejões das bênçãos”. A verdade é que, o estilo "tudo que peço Deus me dá", ou "eu vim buscar uma benção" é consumista, e revela um relacionamento distorcido com Deus, nosso Pai.

Creio que, COMUNIDADE GOSPEL ALPENDRE DE BETESDA, seria o nome mais apropriado para “muitas” das inúmeras denominações da atualidade, digo isto por conhecimento de causa e, nas próximas linhas, estarei expondo os motivos que me levaram a chegar nesta triste, mas, fundamentada conclusão.

A palavra comunidade [Do lat. communitate.] apesar de ser empregada como sinônimo de Igreja, difere um pouco desta (dentro do sistema lingüístico brasileiro), pois exprime o sentido de: grupo de pessoas que comungam uma mesma crença ou ideal, ou seja, comunidade pode ser empregada tanto para os cristãos, quanto para os ateus (comunidade atéia), budistas, espíritas, etc. Já o termo Igreja (grego εκκλησια ekklesia e latim ecclesia: "Eclésia") é utilizado de maneira mais restrita e aplicada somente a comunidade dos cristãos.

Antes de prosseguir, quero deixar claro que, não sou contra a utilização do termo COMUNIDADE, pois, sou sabedor de que este substantivo deriva-se da palavra COMUM (pertencente a todos ou a muitos) e que, uma das qualidades da igreja primitiva era terem tudo em COMUM (Atos 2:44), entretanto, posso até ser taxado de arcaico, mas, continuo preferindo o termo Igreja que, em linhas gerais expressa o sentido de assembléia os santos.

Infelizmente, até o dia de hoje, não encontrei satisfatoriamente, a origem e a definição da palavra GOSPEL, se bem que, são inúmeras as pessoas que sabem que o termo está associado ao povo “evangélico”. Hoje em dia, quem nunca ouviu falar de – música GOSPEL, artista GOSPEL, cantor e cantora GOSPEL, literatura GOSPEL e por ai vai? Como se percebe, a onda GOSPEL invadiu o vocabulário da já volumosa e complicada língua portuguesa. Gostem ou não, queiram ou não, esta palavra não deveria ser utilizada pelo povo de Deus, pois, estes sempre foram conhecidos por – CRISTÃOS (aquele que professa o cristianismo), CRENTES (que leva demasiado a sério as suas obrigações, as coisas em que se mete, e por elas tem entusiasmo, nelas acredita), EVANGÉLICOS (proclamadores do Evangelho) e PROTESTANTES (que protesta e não se conforma com este mundo – RM 12:2). Odiaria ser taxado de GOSPEL, mas tenho orgulho de ser chamado de PROTESTANTE, por mais que o termo soe forte.

ALPENDRE DE BETESDA era um alpendre pórtico, colunata coberta onde o povo (enfermos: cegos, coxos e paralíticos - João 5:3) podia permanecer ou caminhar protegido do tempo e calor do sol.

Os alpendres de Betesda possuíam pelo menos três características que nunca deveriam ser encontradas nas “denominações evangélicas”, mas, infelizmente, tais características estão cada vez mais presentes nas comunidades gospeis.

Primeiro – Os alpendres de Betesda eram lugares de disputas: “... e o primeiro que ali descia, depois do movimento da água, sarava de qualquer enfermidade que tivesse (João 5:4)”. Observe que o termo é bastante claro e sugestivo, o PRIMEIRO, portanto, certamente havia disputas internas e externas (com os demais alpendres) para ver quem seria o primeiro a pular.

O termo: PRIMEIRO (protos), possui pelo menos quatro classificações na gramática portuguesa, são elas: numeral, adjetivo, substantivo masculino e advérbio, sendo que, o dicionário Aurélio do Século XXI, emprega varias definições para este termo, dentre as quais, cito: que antecede outros quanto ao tempo, lugar, série ou classe; primário (ADJ); aquele que ganhou em corrida ou competição. (S. M), portanto, ao se associar às definições do dicionário com as descrições bíblicas: “... e o primeiro que ali descia”, torna-se reforçada a tese de que, naqueles alpendres havia disputas.



Após refletir sobre tal coisa, presenciar alguns fatos nas “comunidades” que já freqüentei e assistir a um DVD, onde os organizadores do evento estamparam em um grande banner as fotos dos pregadores e colocaram com letras bem grandes os disseres: “OS MELHORES PREGADORES NACIONAIS E INTERNACIONAIS[2]”, pus-me a pensar o quanto às denominações estão se assemelhando aos ALPENDRES DE BETESDA. Hoje, já existem congressos onde somente pregam “os melhores” e exclusivamente cantam os “maiores” – os mais famosos. Em tais congressos, a disputa é acirrada: a melhor didática, a melhor exposição, o melhor terno (já tem até vermelho), o melhor tema, o melhor “hino”, a maior oferta, o melhor lugar e até mesmo a maior prebenda. Existem variadas competições internas e externas.

Há até “comunidades” que ficam de olho nas agendas das outras, simplesmente para marcarem um evento na mesma data, com isto, pretendem disputar a “audiência” e coibirem seus membros de fazerem intercâmbios. E por falar em rivalidades, já presenciei dentro das próprias comunidades disputas internas entre: conjuntos, grupos musicais, coreógrafos e ministros. Existem pastores que se julgam tão grandes, que medem a dimensão de seus ministérios com os números relativos a membresia e a rentabilidade proporcionada por ela; tais homens estufam o peito para dizer: quando eu assumi esta igreja a renda era X agora a renda é Y!

Ao presenciar tais aberrações, penso que, seria por demais agradável se dentro das “comunidades”, as disputas só girassem em torno de: quem orasse mais, quem jejuasse mais, quem ajudasse mais os necessitados; entretanto, afirmo que nunca vi isto antes e, creio que, infelizmente, nunca irei ver.

O desejo por competir, contrasta em muito com os ensinamentos e desejos de Cristo, que intercedeu por seus discípulos e por nós, dizendo: E não rogo somente por estes, mas também por aqueles que pela sua palavra hão de crer em mim; para que todos sejam um, como tu, ó Pai, o és em mim, e eu em ti; que também eles sejam um em nós, para que o mundo creia que tu me enviaste. (JO 17:20, 21).

Observe que, na oração de Cristo, Ele suplica ao Pai para que sejamos um (unidade), mas, infelizmente, a primeira má característica dos alpendres de Betesda, pode ser notada até mesmo entre aqueles que Ele escolheu: E houve também entre eles contenda sobre qual deles parecia ser o maior. (LC 22:24) E não parou por ai, o sentimento de competição encontrou “pouso” até mesmo na a igreja primitiva e, o apostolo Paulo, ao iniciar sua primeira carta aos coríntios, mencionou as dissensões que havia no meio dela:

Rogo-vos, porém, irmãos, pelo nome de nosso Senhor Jesus Cristo, que digais todos uma mesma coisa e que não haja entre vós dissensões; antes, sejais unidos, em um mesmo sentido e em um mesmo parecer. Porque a respeito de vós, irmãos meus, me foi comunicado pelos da família de Cloe que há contendas entre vós. Quero dizer, com isso, que cada um de vós diz: Eu sou de Paulo, e eu, de Apolo, e eu, de Cefas, e eu, de Cristo. (1CO 1:10-12)

É impressionante o fato de que, em tão pouco tempo, surgiu no seio da igreja de Corinto, quatro “partidos políticos” (PP (Partido de Paulo), PA (Partido de Apolo), PC (Partido de Cefas) e PJC (Partido de Jesus Cristo)). Mas, graças a Deus, no coração de Paulo havia o mesmo sentimento que houve em Cristo (FL 2:5) e, sendo assim, ele rogou aos irmãos de Corinto, para haver entre eles o mesmo sentido e mesmo parecer e, finalizou a questão dizendo: Aquele que se gloria, glorie-se no Senhor. (1CO 10:31)

É notória a discrepância entre UNIDADE e COMPETITIVIDADE, pois, a unidade gera crescimento (AT 2:44), as disputas causam divisões (1CO 1:10-12). A unidade gera companheirismo (1SM 14:7), as competições concebem inimizades (1SM 18:7-9). A unidade gera mutualismo (LC 5:18), as disputas produzem egocentrismo (LC 10:31). A unidade gera amor (JO 17:23), as rivalidades criam indiferenças (JO 4:9). A unidade gera cura (LC 5:20), as brigas rendem enfermidades (PV 27:3).

No seio da cristandade não pode haver disputas, pois o nosso Mestre disse: “... e, qualquer que entre vós quiser ser o primeiro, seja vosso servo”; (MT 20:27) e, no mais, PRIMEIRO é somente Ele: “Eu sou o Alfa e o Ômega, o princípio e o fim, diz o Senhor, que é, e que era, e que há de vir, o Todo-Poderoso” (AP 1:8) e, é Ele, o único que também pode dizer que é MAIOR: “... e eis que está aqui quem é MAIOR do que Salomão” (MT 12:42); “... e eis aqui está quem é MAIOR do que Jonas”. (LC 11:32) e, “Pois eu vos digo que está aqui quem é MAIOR do que o templo” (MT 12:6)

As disputas precisam ser urgentemente erradicadas do meio “evangélico”. Devemos aprender com aquele que mesmo sendo considerado MAIOR nascido de mulher, sabia que, aquele que é o menor no reino dos céus é maior do que ele. (MT 11:11) e como prova disso falou: É necessário que ele cresça e que eu diminua. (JO 3:30)

Segundo – Os alpendres de Betesda eram lugares de egocentrismo: “... O enfermo respondeu-lhe: Senhor, não tenho homem algum que, quando a água é agitada, me coloque no tanque” (JO 5: 7). Ao responder a indagação feita por Cristo (Queres ficar são?), o paralítico, deixou transparecer que naquele lugar não havia cordialidade: “... não tenho homem algum que...”. Como diz o adágio popular, ali era: “cada um por si e, Deus por todos”.

É bastante relevante o fato de ninguém ter ajudado o paralitico em trinta e oito anos, ou seja, ninguém ficou comovido com aquela situação. Este pormenor gera dentro de mim duas perguntas: Onde estavam os familiares, amigos, colegas e religiosos? Como pode alguém sofrer tantos anos e não ser ajudado?

Infelizmente, só existe uma resposta: - aquele recinto estava repleto de pessoaas egocêntricas (diz-se daquele que refere tudo ao próprio eu, tomado como centro de todo o interesse; personalista) e, ao chegar nesta conclusão, lembro-me novamente do: “eu vim buscar uma benção!” E, mais uma vez tenho que exclamar: - Como as “comunidades gospeis” estão cada dia mais parecidas com os alpendres de Betesda!

É totalmente deplorável e antibíblico o individualismo e a insensibilidade humana; aliás, no dicionário de Cristo, não existe espaço para o egoísmo humano, pois todo o seu vocabulário consiste em: ajudar, interceder, doar, auxiliar, conceder, repartir, dividir e socorrer. Na autentica comunidade cristã não há espaços para pessoas que não estendem as mãos para os necessitados; veja o relato de Lucas: Não havia, pois, entre eles necessitado algum; porque todos os que possuíam herdades ou casas, vendendo-as, traziam o preço do que fora vendido, e o depositavam aos pés dos apóstolos. (AT 4:34)

É chegado o momento de deixarmos de lado o EU e, para isto, devemos seguir o conselho dado por Cristo ao jovem rico: “... vai, vende tudo o que tens e dá-o aos pobres, e terás um tesouro no céu; e vem, e segue-me” (MT 19:21). É hora de: - repartirmos as nossas túnicas e os nossos alimentos (LC 3:11); de pegarmos os enfermos e levá-los até Cristo e, se a “casa” estiver cheia, carregá-los até o telhado e depois descê-los até a Sua presença (LC 5:17-26). É tempo de dar água ao sedento, comida ao faminto, vestes aos nus e realizarmos visitas aos encarcerados. Precisamos imitar Abraão, que deixou de lado os seus desejos e suas vontades para interceder pelo seu próximo (GN 18:23-33) e seguir o exemplo do bom samaritano que, se compadeceu do necessitado e o ajudou. É hora de olharmos para os nossos irmãos e meditarmos na inquirição de João: “... Quem, pois, tiver bens no mundo, e, vendo o seu irmão necessitado, lhe cerrar as suas entranhas, como estará nele o amor de Deus?” (1JO 3:17)

Terceiro - Os alpendres de Betesda eram lugares de interesseiros: “... Nestes jazia grande multidão de enfermos: cegos, coxos e paralíticos, esperando o movimento das águas”. (João 5:3) Gostaria que você atentasse para o fato de que, cada um estava ali apenas esperando o movimento das águas, e excepcionalmente, muitos que se rotulam “cristãos” estão se reunindo nos alpendres, ou melhor, nas “comunidades” exclusivamente para buscarem suas bênçãos e satisfazerem os seus deleites.

Novamente quero levantar uma discussão: - Como Deus vai operar num lugar onde o povo só está ali para receber a “vitória, a benção?”; o pastor só está ali para administrar e retirar dali o sustento? O pregador só está ali para exibir seus conhecimentos e receber a prebenda no final da mensagem? O cantor só está ali para ganhar o cachê e vender os seus cd’s e o artista só está ali para não sair de cena e não perder a fama?

Quando nos reunirmos, o nosso culto tem que ser racional (RM 12:1) e, o nosso único interesse deve ser – adorá-lo e reverenciá-lo, por isso, devemos substituir o “cântico”: eu vim buscar uma benção, por: te louvarei não importa as circunstancias, adorarei somente a ti Jesus; é necessário arrancar de nosso vocabulário a frase: determine sua vitória e, dizer como o apostolo Paulo: “Porque dele e por ele, e para ele, são todas as coisas; glória, pois, a ele eternamente. Amém”. (RM 11:36) E mesmo que as coisas “parecem” caminhar para o pior, temos que plagiar o profeta Habacuque: “... ainda que a figueira não floresça, nem haja fruto na vide; o produto da oliveira minta, e os campos não produzam mantimento; as ovelhas da malhada sejam arrebatadas, e nos currais não haja vacas, todavia, eu me alegrarei no SENHOR, exultarei no Deus da minha salvação”. (HC 3:17,18) É preciso ter a convicção de Jó e dizer: “... Porque eu sei que o meu Redentor vive, e que por fim se levantará sobre a terra”. (JÓ 19:25)

Que a graça de Deus sempre superabunde em nós!!!

Pr. Sylas de Souza Neves

--------------------------------------------------------------------------------

[1] Strongs à 2999 latreia - 1) serviço retribuído por saláriio 1a) qualquer serviço ou ministério: o serviço a Deus 2) serviço e adoração a Deus de acordo com os requerimentos da lei levítica 3) realizar serviços sagrados

[2] Foto extraída do DVD intitulado: Sua vida pode ser formidável do Dr. Silmar Coelho.